Instituto Dara lança projeto focado em mulheres negras

No Mês da Consciência Negra, o Instituto Dara lança, com apoio da TechnipFMC,  o Projeto Daras e dá um passo importante para fomentar a independência social e financeira de mulheres pretas e pardas, fortalecendo essas mulheres para que elas sejam protagonistas de seu próprio desenvolvimento.  

O projeto Daras tem como foco ampliar a visão dessas mulheres sobre si mesmas e reconectá-las com suas próprias raízes. Com o apoio da equipe de Geração de Renda e Empreendedorismo, que faz parte do Plano de Ação de Familiar (PAF), as mulheres construirão um plano de vida, que consiste em traçar e tornar palpáveis metas almejadas por elas. 

O plano de vida será feito por meio de ciclos, no período de um ano, para serem apresentados à uma banca com patrocinadores. As iniciativas que mais se destacarem terão um ‘‘recurso semente’’, que é uma verba inicial para investir no sonho de cada uma.

O público atendido no Dara é majoritariamente de mulheres pretas e pardas, sendo elas 47% das famílias atendidas, mostrando então a necessidade de um projeto focado especificamente nelas. Trazendo um espaço seguro para trocarem suas experiências, inseguranças, medos, sonhos, ambições e também desenvolverem suas habilidades pessoais, que muitas vezes são desconhecidas pelas mesmas. 

‘’O objetivo principal do Daras é fazer com que essas 40 mulheres negras possam ter a possibilidade de exercer seus sonhos e ajudá-las a torná-los reais’’, disse Isabel Assis, responsável pela Área de Geração de Renda e Empreendedorismo do Dara. 

Durante a apresentação do projeto, que aconteceu no dia 8 de novembro, ocorreram atividades dinâmicas para estimular a criatividade. Através de desenhos, as mulheres puderam se expressar sobre o que pensavam para os seus planos de vida. Além disso, todas foram estimuladas a falarem de seus sonhos, sempre com o foco de que elas podem ser e fazerem o que quiserem. 

Nesse primeiro momento do projeto, as participantes estão, principalmente, sendo ouvidas, para começar a mostrar a elas o poder de sua própria voz e vontade. Após a atividade realizada, já foi notável a construção de quatro grupos de interesses para os planos de vida, sendo eles: Cultural, educação, beleza e gastronomia, dentro desse recorte a equipe de atendimento do Instituto Dara encontrará mentores para auxiliá-los nos próximos passos, dando continuidade e objetividade ao projeto de vida de cada uma. 

Uma das participantes, Vanessa Jacinto, 35 anos, acompanhada pelo Instituto há dois meses, demonstrou em seu desenho a vontade de ter seu próprio salão de beleza e uma loja de roupas, onde penduraria vários diplomas nas paredes. Para Vanessa o aprimoramento profissional é de suma importância, tanto que já participou de vários cursos profissionalizantes disponíveis. ‘’Sempre fui muito desacreditada pela minha família, foi através dos estudos que descobri o meu valor e isso me mostrou o quanto posso ser melhor’’, disse. 

Já Luciana Silva, 44 anos, se inscreveu no Daras para encontrar formas autônomas de sustentar sua família. Seu sonho é abrir o próprio negócio, uma confeitaria. Além disso, um dos objetivos pessoais dentro do plano de vida é também desenvolver sua oratória e se tornar menos insegura na hora de falar em público. 

O projeto Daras é viabilizado pela lei do incentivo à cultura, lei do ISS com o patrocínio da Secretaria Municipal da Cultura do Rio de Janeiro e da TechnipFMC, que estão juntos com o Instituto Dara em busca da inserção de mulheres negras em locais de destaque na sociedade.

Premium WordPress Themes Download
Free Download WordPress Themes
Download WordPress Themes Free
Download Nulled WordPress Themes
udemy course download free
download intex firmware
Download Premium WordPress Themes Free
lynda course free download